20 de novembro de 2017

CONTAGEM regressiva para novo e moderno posto de saúde no bairro

 A conclusão do novo posto de saúde do Campeche provavelmente será a primeira obra de maior envergadura entregue pela gestão Gean Loureiro no Sul da Ilha. Depois de muita polêmica acerca de responsabilidades sobre o estado de abandono do prédio inacabado desde o final de 2016 e dos custos para sua conclusão, a Prefeitura finalmente deu o pontapé inicial para o término da obra. Em cerimônia nas instalações da unidade, prestigiada pelo prefeito Gean, secretário de Saúde Carlos Alberto Justo da Silva, o Paraná, e pelo presidente do Conselho de Saúde do Campeche, Anilton Bardança, foi assinada em 25/10 a ordem de serviço para reinício das obras.

Iniciadas menos de 10 dias depois, as obras tem prazo para conclusão e entrada em operação em março do próximo ano, quando então será desativada a atual unidade, que funciona em instalações acanhadas no centrinho do bairro há pouco mais de 10 anos. “Essa é a expectativa, mas tudo vai depender também do clima, porque o contrato da obra prevê um dia mais de trabalho a cada dia de chuva”, ressalva o secretário Paraná. A executora da obra, conforme ele, tem experiência em obras públicas, embora atuação mais concentrada na região continental da cidade.

Quando a nova unidade entrar em operação, usuários do posto de saúde do bairro serão contemplados com um espaço três vezes maior – a área construída total é de 740 metros quadrados, contra os 240 metros quadrados do atual posto. Inobstante o espaço triplicado, não existe ainda qualquer prognóstico acerca do incremento na estrutura de equipes de saúde; o mais provável é de que aconteça apenas a transferência dos mesmos profissionais do posto ‘velho’ para o novo. Atualmente, o posto do bairro tem duas equipes de saúde da família.

“O que determina o aumento no número de equipes de saúde é a população da região com base no censo do IBGE, já que precisa do aval do Ministério da Saúde”, explica Paraná. “A princípio hoje a tendência é manter a mesma equipe, até porque o município está em dificuldades por causa da Lei de Responsabilidade Fiscal, mas o prédio novo abre perspectivas de ampliação”, ponderou. “Estamos trabalhando para que a partir do próximo ano melhore a presença da Prefeitura na região, essa é a nossa intenção e a do prefeito Gean”, assinalou.
A retomada das obras do posto local foi recebida com entusiasmo pelas lideranças do bairro, mas não ficará livre também de cobranças. O presidente do Conselho de Saúde Local, Anilton Bardança, disse que já recebeu aval do governo municipal e vai acompanhar pessoalmente a execução dos trabalhos, dentro do prédio. Após receber a planilha de obras, avisa ele, a comunidade planeja promover um foguetório comemorativo a cada nova etapa vencida. “O primeiro já aconteceu no início das obras”, destacou o pescador aposentado e campecheano de quatro costados. Acerca da ampliação dos quadros da futura nova unidade, avisa que a luta prossegue. “O ideal seria termos pelo menos quatro equipes de saúde da família”, afirmou. (Foto: Cristiano Andujar/Divulgação/JC)