10 de setembro de 2018

MORRO das Pedras terá parque em área de 90 mil metros quadrados

 Em meio ao acirramento do imbróglio envolvendo o antigo campo da aviação do Campeche, o Sul da Ilha foi contemplado em agosto com a conquista de um novo espaço ecológico e de lazer. Em cerimônia realizada no gabinete do prefeito Gean Loureiro, com a presença do titular, do vice-prefeito João Batista Nunes, e do presidente da Associação Comunitária Morro das Pedras (ACMP), André Luiz Vieira, entre outros, foi dado o pontapé inicial para a criação do Parque do Morro das Pedras.
Um comitê integrado por representantes do poder público, sociedade civil e moradores terá a função de estipular as diretrizes de operação da unidade e angariar recursos para sua viabilização. A primeira meta fixada pelo núcleo é o lançamento da pedra fundamental do novo espaço, em setembro, já com a inauguração do pórtico de entrada, situado na rua Francisco Vieira, no terreno que abriga ponto de recolhimento da Comcap, quase defronte à Padaria Moreira.
Com área total de 90 mil quadrados, se estendendo da Francisco Vieira até conhecido supermercado local, o parque terá características mistas, embora de predominância ecológica, contemplando também lazer e convivência, e ‘espaço de cidadania” (ilha de serviços públicos essenciais, como posto de saúde, cresce, pró-cidadão e outros) – além da própria Comcap, que seguirá instalada no local. A próxima meta é a abertura do acesso a trilhas de caminhada, em meio à vegetação nativa, que deve acontecer ainda neste ano.
“Trata-se da coroação de um projeto que iniciamos lá atrás, no período em que estive como prefeito, com a desapropriação desta área com a finalidade de transformá-la em parque”, destaca o vice-prefeito João Batista. No âmbito do lazer, o projeto prevê palcos, quadras esportivas, pista de skate, play-ground, estações de musculação, torre de observação e até uma tirolesa é cogitada. “Nada está descartado, desde que se encontre viabilidade econômica junto à iniciativa privada”, assinalou Nunes.
Um dos idealizadores do projeto, o presidente da ACMP, André Luiz, atribui o êxito na deflagração do parque e o ardoroso endosso do poder público à transparência em todas as etapas de discussão. A pedra-de-toque do projeto, destaca ele, foi a realização do Viradão Criativo, evento que teria reunido cerca de 600 visitantes no ano passado, esboçando os anseios da comunidade local acerca do uso da área. Os resultados do evento, conforme o dirigente, foram transformados em projeto encaminhado ao poder público, angariando o decisivo apoio do governo municipal. “A mobilização comunitária foi determinante para a viabilização do parque”, garante Vieira.
NOTA da Redação: no feriado de 07/09, a Prefeitura promoveu o lançamento da pedra fundamental do novo parque, em evento no local, prestigiado pela presença do vice-prefeito João Batista Nunes.
(Foto: Maquete/Divulgação/JC)