12 de setembro de 2017

PREFEITURA dá largada a seis obras de pavimentação na região

 Finalmente saíram do forno as primeiras pavimentações de vias do Campeche e região na gestão Gean Loureiro. Com a presença do próprio prefeito, no dia 22/08 foram assinadas as ordens de serviço para execução de obras de drenagem e pavimentação em lajotas de seis ruas da região, que vão custar pouco mais de R$ 2,3 milhões aos cofres municipais.
Os recursos são oriundos de financiamento junto à CEF, com pequena contrapartida do município. As ruas contempladas pelo mini-pacote são a Vitorina Lopes – a mais extensa e cara das seis, com cerca de 1,3 quilômetro de extensão e custo superior a R$ 1 milhão – Aroeira do Gramal, Cândido Manoel Pires, Revoar das Gaivotas, Sérvulo Chagas e Vila Harmonia.
A execução das obras ficará a cargo da empreiteira palhocense Vinícius Goedert, vencedora de licitação, que terá o prazo de nove meses para conclusão de todo lote. O secretário de Infraestrutura municipal, Roberto Garcia, informou que a empresa já está finalizando a montagem do canteiro de obras para início efetivo dos trabalhos. Placas municipais serão afixadas em cada via com todos os detalhes das obras.
A expectativa do governo municipal, conforme o secretário, é de que o mini-pacote seja apenas o pontapé inicial na retomada de obras de pavimentação na capital e Sul da Ilha.“Estamos finalizando projetos para mais de 100 ruas em toda a capital”, assinalou Garcia. Para viabilizar as obras, o governo planeja obter enquadramento num amplo programa nacional do Ministério das Cidades, que estaria na iminência de ser deflagrado.
Através deste programa, o município poderia obter até R$200 milhões em financiamento para obras viárias, contemplando também projetos de recuperação da malha viária, o que permitiria a postulação de melhorias em diversas vias estratégicas do Campeche, como Capela, Gramal e Avenida Campeche, entre outras. Denominado Acelera Mobilidade, com uma rubrica divulgada de R$3,7 bilhões para todo o país, o programa contudo até hoje não saiu do papel.
O secretário informou ainda que a Prefeitura gestiona junto ao governo estadual a retomada de convênio – encerrado ao término da gestão municipal anterior  – para viabilizar a retomada de obras em cerca de 40 ruas da capital que ficaram inacabadas. O governador Raimundo Colombo prometeu atender a solicitação ainda neste ano, apesar da crise financeira que atinge o estado. (Foto: Cristiano Andujar/Divulgação/JC)