19 de Abril de 2018

APÓS quase três anos, novo posto de saúde do bairro é inaugurado

 Com quase três anos de atraso em relação ao cronograma original, foi finalmente entregue à comunidade o novo posto de saúde do Campeche. A inauguração, no dia 26/03, foi amplamente prestigiada pelos moradores, que se acotovelaram para assistir discursos e até uma apresentação de coral. O prefeito Gean Loureiro e o secretário da Saúde, Carlos Alberto Justo da Silva, marcaram presença. Na foto, a equipe de profissionais que atua no posto local posa em frente à nova unidade.
Situado há cerca de 500 metros do antigo, na Pequeno Príncipe, onde funcionou por mais de 10 anos, fica na rua da Capela, em fração do futuro Parque Cultural do Campeche (Pacuca), no conhecido Campo da Base, que foi também o primeiro aeroporto da capital, há quase 100 anos. Alvo de controvérsia em função dos custos para sua conclusão, que praticamente duplicaram em relação à planilha original, após ser vandalizado por mais de um ano, o prédio não guarda resquícios desse período obscuro.
“Ficou muito bom, não esperávamos que fosse ficar tão bonito como está; é preciso elogiar o trabalho que foi feito e agradecer ao prefeito”, destacou Anilton Bardança, coordenador do Conselho Local de Saúde.  O desafio agora, de acordo com ele, é viabilizar a ampliação das equipes de atendimento. Atuam no posto, conforme a Prefeitura, 23 profissionais, divididos em duas equipes de médico da família e uma de saúde bucal.
Conforme Bardança, a Prefeitura teria prometido dotar o posto de pelo menos mais uma equipe, permitindo seu funcionamento diário das 7h às 17h, sem interrupção para almoço. “Nossa expectativa é que isso aconteça ainda no primeiro semestre”, assinalou. Dotado de elevador e nada menos do que seis salas para dentista – embora atualmente só tenha um profissional ativo – o imponente prédio tem registrado um movimento acima do usual desde a abertura.
“Muita gente que não usava o posto, está vindo agora”, comentou Bardança. A média de atendimentos da unidade é de quatro mil mensais. Sua área de abrangência, no entanto, é controversa, se estendendo até parte da Pequeno Príncipe, abarcando cerca de 22 mil habitantes. “A idéia é alargar a área de abrangência, pelo menos da Seove para cá”, comentou.  O novo prédio tem área total construída de 740 metros quadrados, quase o triplo do antigo posto. (Foto: Divulgação/JC)